Vencedores do Concurso de Desenho do CMDCA ganham bicicleta, tablets e skate
CATEGORIA: ASSISTÊNCIA SOCIAL - 16 DE AGOSTO 2019

  738
Vencedores do Concurso de Desenho do CMDCA ganham bicicleta, tablets e skate

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) entregou nesta sexta-feira (16) a premiação para os vencedores do 1º Concurso de Desenho Respeitar Proteger Garantir - todos juntos pelos direitos da criança e do adolescente. O resultado do concurso, que recebeu 51 trabalhos de crianças e adolescentes de Paranavaí com idades entre 6 e 17 anos, foi divulgado na segunda quinzena de julho. Os quatro melhores trabalhos sobre o tema “Enfrentamento das Violências contra crianças e adolescentes” foram premiados com bicicleta, tablets e skate.

 

“Através do concurso, a ideia do Conselho foi de mobilizar e sensibilizar crianças e adolescentes a refletirem, através de desenhos artísticos, sobre o grave problema social que é a violência sexual contra esta faixa etária, e incentivá-los a denunciar quem pratica este tipo de violência e a desenvolver uma cultura de paz. O resultado foi surpreendente. Não esperávamos por trabalhos de tanta qualidade artística, com toda uma base conceitual. Nós vemos que foram desenhos realmente pensados nos detalhes. E é um orgulho ver nossas crianças e adolescentes tão conscientes e engajados em torno de um tema fundamental de ser discutido na nossa sociedade atual”, destacou a presidente do CMDCA, Silvânia Maria de Souza.

 

Todos os trabalhos foram avaliados por uma Comissão Julgadora formada por representes do CMDCA, do Núcleo Regional de Educação, das secretarias municipais de Educação e Comunicação, e representantes crianças e adolescentes que não façam parte do concurso como participantes. Durante dois dias, a banca examinadora avaliou os desenhos para distribuir as notas. No total, foram classificadas 14 obras para provável composição do calendário anual do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente para o ano de 2020. 

 

Os quatro melhores trabalhos foram elaborados por adolescentes. O 1º lugar ficou com o Guilherme Henrique Roque Soares (17 anos), da Guarda Mirim. Sobre seu desenho, Guilherme disse que procurou usar cores escuras para representar o medo e o problema da violência sexual. “Desenhei um urso abandonado, que representa a inocência, e uma criança sendo levada pela mão por um adulto em um beco escuro. Isso significa que aquela criança estava sendo tirada de perto da sua inocência”, contou Guilherme, que foi premiado com uma bicicleta.

 

O 2º lugar foi do adolescente Pedro Henrique dos Santos de Sá (17 aos), também da Guarda Mirim. Ele desenhou uma menina em um ambiente claro e amarelo, sendo convidada a aceitar um pirulito de alguém que estava em um outro ambiente escuro. “Aquela mão no espaço preto, significa a presença de alguém querendo fazer o mal a uma criança. Eu estudei as cores e vi que o amarelo simboliza a esperança. Alguém estava tentando roubar a esperança de viver daquela menina”, explicou. O Pedro Henrique foi premiado com um tablet.

 

Quem também ganhou um tablet foi a Nayara Ramos de Oliveira (17 anos), também da Guarda Mirim, que ficou em 3º lugar. E o 4º lugar, conquistado pelo Gabriel de Souza Santana (12 anos), atendido pela Agepaz. Ele foi premiado com um skate. Os outros 10 selecionados também foram premiados com lembrancinhas.

 

 

Galeria de Fotos





© COPYRIGHT 2017 - CNPJ: 76.977.768/0001-81 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.