Diretora do PA dá resposta a post de demora no atendimento
CATEGORIA: SAÚDE - 16 DE MAIO 2018

  8761
Diretora do PA dá resposta a post de demora no atendimento

Na noite da última terça-feira (15), a filha de uma paciente que procurou atendimento no Pronto Atendimento Municipal de Paranavaí fez uma postagem nas redes sociais que repercutiu com muitos comentários. Na postagem, ela diz que a mãe fez a ficha de atendimento no PA às 19h e demorou muito para ser atendida. Ela também indica que enquanto a mãe estava aguardando pela consulta médica, a recepção do Pronto Atendimento estava lotada, com mais de 40 pessoas que aguardavam por horas (alguns desde às 11h da manhã) e que metade das pessoas já tinha ido embora sem ser atendida por conta da demora. A diretora do Pronto Atendimento, Simone Baggio, afirma que as informações da postagem são falsas e pede cuidado à população antes de compartilhar conteúdos como este nas redes sociais.

 

“Assim que vi a postagem no Facebook, abri imediatamente o sistema de videomonitoramento do PA para investigar o caso. Acessei as câmeras desde pouco antes das 19h e tenho as imagens para comprovar que, primeiro, não havia mais de 40 pessoas aguardando atendimento, até mesmo porque não temos 40 cadeiras na recepção. O movimento naquele horário era bem tranquilo, com aproximadamente 10 pessoas na recepção e outras duas na varanda da entrada do PA. Próximo das 19h, a enfermeira do acolhimento chamou seis pacientes de uma vez para passarem pela triagem. A paciente em questão fez a ficha às 19h (horário registrado no sistema) e às 20h45 já tinha passado pelo acolhimento com a enfermeira, tinha sido consultada pelo médico e já estava medicada. Ela teve o atendimento completo em uma hora e 45 minutos, um tempo considerado até rápido se levarmos em conta que o caso dela não era grave”, aponta Simone.

 

Para a diretora do PA, “o que as pessoas precisam entender é que o atendimento aqui não é por ordem de chegada, e sim por prioridade de risco. Nós trabalhamos com o atendimento baseado na Escala de Manchester e casos com menor grau de risco podem aguardar até quatro horas para serem atendidos. Ainda que o atendimento fosse por ordem de chegada, quando aquela paciente fez a ficha na recepção havia outros 10 pacientes com fichas prontas aguardando o atendimento. Considerando um tempo médio de 15 minutos por paciente, se fosse por ordem de chegada ela teria esperado duas horas e meia para começar a ser atendida. Mas, conforme os relatórios, em menos de duas horas ela já havia sido avaliada pela enfermagem, consultada e medicada, bem diferente do que foi postado nas redes sociais”.

 

Quanto à afirmação da postagem de que metade dos pacientes que estavam aguardando já tinha ido embora sem atendimento, Simone Baggio aponta: “naquele momento não tínhamos nenhum paciente aguardando por mais de duas horas - ao contrário do que afirmou a postagem de que alguns estavam esperando desde às 11h da manhã. Ainda não é claro para a população que o Pronto Atendimento é uma unidade de urgência e emergência, portanto os casos de urgência e emergência têm prioridade total sobre outros casos que poderiam ser atendidos no posto de saúde. Se algum paciente vem até aqui, preenche a ficha na recepção e vai embora sem ser atendido, eu considero que ele não estava tão mal assim, não era um caso de urgência e emergência, e por isso não quis aguardar o atendimento. Se depender de nós, ninguém sai do PA sem receber atendimento”.

 

Para finalizar, a diretora do PA faz um apelo. “Peço que, antes de sair postando qualquer coisa nas redes sociais, que podem ser escritas num momento de nervosismo, sem pensar direito na situação, que as pessoas nos procurem. Nunca me neguei a atender ninguém. Se a pessoa nos procura aqui na direção do Pronto Atendimento, é mais fácil para averiguarmos a situação e darmos uma solução, um retorno melhor. Claro que se houver algum erro de nossa parte ou algo que possamos fazer para melhorar o atendimento, estamos abertos para corrigir”, conclui Simone.

 

 



© COPYRIGHT 2017 - CNPJ: 76.977.768/0001-81 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.