Idosos e deficientes precisam estar inscritos no CadÚnico para não perder benefício social
CATEGORIA: ASSISTÊNCIA SOCIAL - 29 DE JANEIRO 2018

  181
Idosos e deficientes precisam estar inscritos no CadÚnico para não perder benefício social

Os idosos acima de 65 anos e as pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) precisam ficar atentos. Quem recebe o BPC precisa estar inscrito no Cadastro único para Programas Sociais do Governo Federal para não perder o benefício. Além disso, os beneficiários já inscritos que estão com o cadastro desatualizado há 2 anos ou mais, precisam atualizar as informações para não ter o BPC suspenso.

 

“O CadÚnico é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica da população. Nele, são registradas as características da residência, a identificação de cada pessoa, a escolaridade, a situação de trabalho e renda, entre outras informações. O cadastro é o principal instrumento para a seleção e a inclusão de famílias de baixa renda em programas e benefícios sociais, das três esferas do governo”, explica a secretária de Assistência Social, Tasiane Cristina de Souza.

 

BPC – O Benefício de Prestação Continuada é a garantia de um salário mínimo mensal ao idoso com 65 anos ou mais e ao cidadão com deficiência física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo, que o impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas.

 

Para requerer o benefício é necessário que a pessoa portadora de deficiência ou idosa faça parte de família de baixa renda, cuja renda per capita não ultrapasse um quarto do salário mínimo nacional.

 

As famílias de beneficiários do BPC já inscritas no Cadastro Único devem atualizar os dados sempre que houver alterações, como mudança de endereço, alteração na composição familiar, ou, ainda, no prazo máximo de até dois anos. A desatualização do cadastro pode levar à suspensão do benefício.

 

Para se inscrever no CadÚnico ou atualizar as informações é necessário que o responsável pela família procure o CRAS mais próximo de sua residência para agendar um dia e hora para realizar a entrevista de cadastramento.

 

No dia da entrevista o responsável pela família deverá ter em mãos um comprovante de residência, preferencialmente uma conta de luz, todos os documentos pessoais originais de todos os membros da família (certidão de nascimento ou casamento; RG; CPF; título de eleitor; carteira de trabalho, e os comprovantes de renda da família (holerite, extrato de aposentadoria, extrato de seguro-desemprego e extrato de recebimento de pensão).

 

 

Procure o CRAS mais próximo da sua casa para se inscrever no Cadastro Único:

 

CRAS Jardim Maringá

Rua Antônio Fachin, n 1051, Vila City

Telefone: (44) 3902-1052

 

 

CRAS Jardim São Jorge

Rua Jatobá, s/n (próximo ao Cemitério Parque), Jardim São Jorge

Telefone: (44) 3902-1027

 

 

CRAS Moema

Rua Albino Ferracini, n 1181, Jardim Simone

Telefone: (44) 3902-1162

 

 

CRAS Vila Operária

Rua João Graff Schreiber, n 55, Vila Operária

Telefone: (44) 3902-1053

 

 

CRAS Zona Leste

Avenida Tancredo Neves, n 4325, Jardim Guanabara

Telefone: (44) 3422-4575

 

 

 



© COPYRIGHT 2017 - CNPJ: 76.977.768/0001-81 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.