"Saúde evoluiu muito em um ano", avalia secretária
CATEGORIA: SAÚDE - 28 DE DEZEMBRO 2017

  360
"Saúde evoluiu muito em um ano", avalia secretária

Mais de 3.600 consultas de especialidades liberadas para pacientes que aguardavam há quase cinco anos. Aumento de 400% no repasse de recursos para a compra de medicamentos. Implantação do protocolo de Manchester para classificação de risco dos pacientes atendidos no Pronto Atendimento. Inauguração de dois novos postos de saúde. Contratação de 23 novos profissionais. Estas foram algumas das conquistas da Secretaria de Saúde no ano de 2017 que garantiram a melhoria do atendimento à população de Paranavaí.

 

“Nós trabalhamos com um planejamento para os quatro anos. Temos metas para atingir e conseguir evoluir ano a ano. Claro que não temos planejamento orçamentário para fazer tudo que gostaríamos nos dois primeiros anos. Por isso, em 2017 elegemos prioridades e trabalhamos com elas. Como tínhamos uma fila muito grande de pacientes aguardando consultas de especialidades há quatro ou cinco anos, realizamos o Mutirão da Saúde e conseguimos realizar 2.812 consultas de oftalmologia, 472 de otorrinolaringologia e 411 de ortopedia. Além disso, zeramos a fila de espera por exames de mamografia e conseguimos dobrar a oferta por exames laboratoriais. A Saúde evoluiu muito em um ano e ainda vamos fazer muito mais”, destaca a secretária de Saúde, Andréia Vilar.

 

Na avaliação da secretária, uma das principais conquistas no ano de 2017 foi o retorno do convênio com a Unipar para o atendimento na Farmácia Municipal. “A retomada desta parceria possibilitou a ampliação do horário de atendimento na Farmácia, que antes era das 11h às 17h e agora é das 07h30 às 16h30. Isso facilita muito para os pacientes fazerem a retirada dos medicamentos, sem tumulto e com uma equipe maior para atender. Mas a nossa grande vitória na assistência farmacêutica foi conseguir quadriplicar o valor de recursos para a compra de medicamentos. Passamos de um investimento de pouco mais de R$ 206 mil para R$ 823 mil por ano”, aponta Andréia.

 

Outra importante mudança na Saúde em 2017 foi a alteração da jornada de trabalho em escala de 12h/60h para os profissionais do Pronto Atendimento Municipal e a implantação do Protocolo de Manchester para o acolhimento de pacientes através de uma classificação de risco. “Demos uma estrutura melhor para o Pronto Atendimento, com a mudança da escala de trabalho das equipes, a implantação da escala de Manchester para a triagem de pacientes prioritários, e a contratação de novos profissionais. A qualidade do atendimento melhorou muito. Colocamos uma assistente social lá dentro para dar melhor atendimento no acolhimento dos pacientes. Com isso conseguimos melhorar a parte de humanização no Pronto Atendimento”, explica a secretária.

 

Este ano, a Secretaria de Saúde também conseguiu inaugurar dois novos postos de saúde para atender a população: a UBS 3 Conjuntos (na região do Jardim São Jorge) e a UBS Ouro Branco. A previsão é de inaugurar também a UBS Panorama, já na segunda quinzena de janeiro.

 

Desafios – Mas o ano de 2017 não foi só de conquistas. A Secretaria de Saúde enfrentou muitos desafios com relação a problemas estruturais em importantes obras, como a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e a UBS Zona Leste.

 

“A UPA, que gostaríamos de ter inaugurado em 2017, apresentou muitos problemas estruturais na obra. Nós já notificamos as empreiteiras responsáveis. Tivemos que fazer uma licitação para instalação de ar-condicionado no prédio, porque o projeto original não previa os equipamentos. Já marcamos a licitação dos móveis para janeiro e, com isso, queremos inaugurar a UPA ainda no primeiro semestre. Temos outro problema de edificação que é a UBS Zona Leste. Precisamos relicitar por causa de 12% da obra que não foi finalizada. Este é um dos postos que é um anseio muito grande da população e estamos lutando para solucionar o quanto antes”, frisa Andréia.

 

Projetos – Mesmo com as dificuldades, a secretária afirma que o município tem muitos projetos bons para melhorar ainda mais a qualidade da Saúde em Paranavaí já em 2018. “Depois que inaugurarmos a nova UBS Zona Leste, vamos reformar o posto antigo para levar o Centro de Especialidades em Odontologia (CEO) para lá. Em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano vamos fazer um projeto para implantar uma Central de Agendamentos no prédio onde hoje funciona o Pronto Atendimento, depois que abrirmos a UPA. A Central é uma das nossas prioridades para que possamos fazer os agendamentos com fila única e atendendo os casos prioritários primeiro, sem ter privilégios em um posto ou outro. Vamos deixar uma médica reguladora nessa Central para determinar quais são as prioridades de atendimento (idosos, crianças, gestantes) para que possamos trabalhar com uma fila real e única. Assim vamos conseguir gerir com mais eficiência as vagas. Hoje temos pacientes que estão cadastrados em várias unidades, aguardando por consultas ou exames em mais de um posto de saúde, e não conseguimos gerir uma fila real, isso causa demora no atendimento dos outros pacientes”, destaca.

 

Outra meta para 2018 é continuar com o Mutirão da Saúde e aumentar o número de especialidades a serem atendidas. “Já encaminhamos documento para o Consórcio Intermunicipal de Saúde para que eles disponibilizem mais consultas de especialidades com maior demanda, como urologia e mastologia. Queremos melhorar aquilo que podemos, mas algumas especialidades não dependem da Secretaria de Saúde. Vamos continuar com os mutirões para atender a demanda, que ainda é grande, e vamos convocar cinco médicos clínicos para atender por livre demanda nos postos de saúde e nos ajudar a sanar os problemas que temos com o encaminhamento de muitos pacientes para o Pronto Atendimento sem necessidade, além de desafogar as equipes do Estratégia Saúde da Família. Também estamos conversando com a Santa Casa para resolver a questão da falta de leitos, para evitar que os pacientes tenham que ficar muito tempo esperando no Pronto Atendimento por uma vaga. Acreditamos que, com a inauguração da Unidade Morumbi da Santa Casa, vamos conseguir sanar muitos dos problemas. A abertura de 130 leitos certamente vai desafogar a fila de pacientes que ficam aguardando no Pronto Atendimento”, finaliza a secretária.

 

 

Recursos para projetos da Saúde que estão em andamento para 2018:

- Aquisição de 01 van e 01 ambulância – R$ 240 mil

- Pleito de 03 novas ambulâncias junto ao Ministério da Saúde – R$ 510 mil

- Equipamentos para UBS Ouro Branco – R$ 115 mil

- Pleito de 01 ambulância UTI para o SAMU – R$ 300 mil

- Pleito de 03 kits de urgência e emergência para UPA – R$ 300 mil

- 01 ambulância para transporte sanitário – R$ 120 mil

- 01 nova ambulância do Ministério da Saúde – R$ 80 mil

- 01 castramóvel do Ministério da Saúde – R$ 125 mil

- 03 kits odontológicos do Ministério da Saúde – R$ 75 mil

- Reforma da USF José Eloy (Vila Operária) – R$ 150 mil

- Aquisição de 03 veículos para a Saúde – R$ 120 mil

- Reforma do prédio do PA

 

 

Galeria de Fotos





© COPYRIGHT 2017 - CNPJ: 76.977.768/0001-81 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.