KIQ: "Nossa prioridade sempre foi investir em pessoas"
CATEGORIA: ASSISTÊNCIA SOCIAL - 19 DE OUTUBRO 2017

  96
KIQ: "Nossa prioridade sempre foi investir em pessoas"

“A população nos cobra muito por obras, mas sempre dissemos que nossa prioridade é investir em pessoas. Sabemos que educação e assistência social fazem a parte da formação e do resgate social, inserindo as pessoas no contexto da sociedade, dando a elas oportunidades iguais. Sempre tivemos como foco a integração de políticas setoriais. Nesse caso, trabalhar sempre em prol das famílias que precisam do auxílio do poder público. Não importa o tipo de vulnerabilidade, nós precisamos fazer nossa parte e trabalhar para acabar com esses problemas. Ter mais recursos voltados a essa área é muito positivo”, destacou o prefeito KIQ nesta quinta-feira (19), durante uma reunião com diversos setores para a implantação do programa Família Paranaense em Paranavaí.

 

Segundo o chefe do escritório regional da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Valmir Trentini, o município fez a adesão ao sistema e ao método previsto de aplicação do programa em julho. Com isso, está previsto o repasse de um recurso do Governo do Estado para implementar o programa.

 

“Paranavaí tem 80 famílias em situação de vulnerabilidade que são passíveis de ser atendidas pelo programa. Isto vai gerar uma certa prioridade nas políticas públicas locais. Vamos focar primeiro nestas famílias que estão em situação de maior vulnerabilidade. Se atuarmos para resolver os problemas mais emergenciais destas famílias, vamos conseguir com que elas se insiram socialmente e economicamente, e saiam desta situação de vulnerabilidade”, explicou Valmir.

 

Para o funcionamento do programa, o Estado oferta para o município um sistema bem completo de informações, denominado BI (Boletim Inteligente). “Nele tem todos os dados que o município pode usar em todas as áreas para atender a estas famílias em vulnerabilidade: planejamento, desenvolvimento, agricultura, assistência social, educação e saúde. O sistema agrega todos os dados do Cadastro Único e mais alguns dados paranaenses. Agora nós estamos na fase de formar os comitês locais e o municipal para gerenciar todo este trabalho. As famílias serão atendidas de acordo com a área que moram, com uma atenção específica às necessidades de cada uma dessas famílias. Vemos que a administração tem interesse em fazer as coisas acontecerem e que a parceria entre o Estado e o município é muito sólida, por isso estamos dando o pontapé inicial a este trabalho”, enfatizou Trentini.

 

Para a secretária de Educação do município, Adélia Paixão, “o BI é uma plataforma muito interessante, porque ela nos dá a opção de inserir ações específicas para aquela família a curto, médio e longo prazo. Se uma determinada família tem duas crianças que precisam de vagas em creches, o sistema nos mostra essa informação e nos dá um prazo para que busquemos a vaga, porque essa é uma ação que vai contribuir com aquela família. Da mesma forma para os outros setores, como a assistência social, a saúde, etc”, frisou.

 

Na avaliação da secretária de Assistência Social, Tasiane Cristina de Souza, os recursos e estudos vão ajudar a secretaria a fazer um trabalho social ainda melhor com as famílias. “Esse programa ajuda a integrar outras políticas. Vamos reativar o comitê que inclui a assistência social, educação e saúde para desenvolver o trabalho de proteção às famílias que estão em situação de vulnerabilidade”, reiterou.

 

 

Galeria de Fotos





© COPYRIGHT 2017 - CNPJ: 76.977.768/0001-81 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.