Emater fecha parceria com o município para a recuperação de estradas rurais
CATEGORIA: AGRICULTURA - 13 DE FEVEREIRO 2017

  137
Emater fecha parceria com o município para a recuperação de estradas rurais

Durante uma reunião no gabinete municipal na manhã desta segunda-feira (13), técnicos da Emater (Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural) discutiram com o prefeito KIQ e os secretários de Agricultura e Meio Ambiente, Tarcísio Barbosa de Souza e Ramiro Kulevicz, um Plano de Ação prolongado para a recuperação das estradas rurais pertencentes a Paranavaí.

 

Segundo um relatório feito pelas secretarias municipais, trechos de 27 estradas rurais foram apontados como prioritários. “Fizemos vistorias in loco nas estradas e elaboramos uma lista definindo o nível de prioridade para atendimento, respeitando os critérios de trafegabilidade, manutenção (nivelamento), impacto ambiental (erosões e assoreamentos) e necessidade de readequação”, explicou o secretário de Agricultura, Tarcísio Barbosa de Souza.

 

O engenheiro florestal da Emater, Erni Limberger, apresentou ao prefeito e secretários uma planilha de custos para a readequação da Estrada Velha Paranavaí – São João do Caiuá, uma das principais vias de escoamento da produção agrícola da região. “O trecho todo tem quase 15km para serem recuperados. Um dos grandes problemas é o número de caixas de retenção de águas das chuvas, que não é suficiente. Nesta estrada, calculamos que o ideal são 289 caixas de retenção, e o trecho todo só tem 159. Seriam pelo menos 90 dias de trabalho para readequar a estrada nos padrões necessários para solucionar os problemas. Além disso, o custo destes serviços é bastante alto. A previsão é de um investimento de aproximadamente R$ 28 mil por quilômetro”, destacou Limberger.

 

Paranavaí conta hoje com aproximadamente 600 km de estradas rurais. As secretarias de Agricultura e Infraestrutura já conseguiram fazer o levantamento de cerca de 350km, apontando os locais com situação mais crítica que devem ser considerados como prioridade.

 

“O momento econômico ainda não é favorável para a readequação da totalidade das estradas, até porque, como apontou a Emater, o custo por quilômetro é elevado. Mas a partir desta reunião vamos elaborar um Plano de Ação para executar trecho a trecho e, aos poucos, colocar todas as nossas estradas rurais com padrões elevados de trânsito. Enquanto isso, as equipes da Infraestrutura estão fazendo serviços emergenciais nos trechos mais afetados pelas fortes chuvas do final de janeiro e início de fevereiro, garantindo a trafegabilidade para os produtores e moradores destas regiões”, finalizou Tarcísio.

 

 

Galeria de Fotos





© COPYRIGHT 2017 - CNPJ: 76.977.768/0001-81 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.